Sexta-feira, 3 de Novembro de 2017

Islã – A Ameaça Contemporânea – Uma Revolução em Curso

Uma análise macabra sobre os mulçumanos, é preciso estar atentos, qual o seu objectivo ?

Que futuro nos reserva guerra religiosa (filosófica).

https://frankherles.wordpress.com/2017/02/16/isla-a-ameaca-contemporanea-uma-revolucao-em-curso/

aqui reproduzo o texto:

Islã – A Ameaça Contemporânea – Uma Revolução em Curso

Posted on by
“Mesmo se vocês [ocidentais] parassem de nos bombardear, nos aprisionando, nos torturando, nos vilipendiando e usurpando nossas terras, continuaríamos a odiá-lo porque nossa principal razão para odiá-los não cessará de existir até que vocês se convertam ao Islã”.
                                                                                                                                                           Dãbiq Magazine do ISIS
“A ignorância mata e nas guerras trazem derrotas. Embora a ignorância não seja um crime para as pessoas comuns, o é para os profissionais de segurança nacional que possuem obrigações de estudar e conhecer o inimigo, suas táticas, armas, estratégias, identificar ameaças… E, na hierarquia social de responsabilidades e obrigações também compete aos meios de comunicações públicos e privados manter à população verdadeiramente bem informada sobre ações terroristas…”                                                                                                                                                                                       Stephen Coughlin
Catastrophic Failure: Blindfolding America in the Face ohadf Ji
“Não podemos cometer o erro de ver o Islã apenas como uma religião, pois milhares de fatos atuais nos mostram que estamos diante de uma ‘ameaça planetária da jihad política’. Daí o porque da necessidade de analisarmos o Islã a partir da sua teologia política…”
                                                                                                                                                             Dra. Donatella de Cesare
Professora de Filosofia na Universidade de Roma, membro do conselho editorial da revista alemã Internationales Jahrbuch für Hermeneutik, e do Comitê Gestor da revista alemã Philosophisches Jahrbuch e das séries Wittgenstein-Studien
Prefácio
Este artigo é uma tradução livre do resumo do livro do Dr. Peter Hammond: “Escravidão, Terrorismo e Islã: As Raízes Históricas e Ameaça Contemporânea.”
Quem desejar aprofundar seus conhecimentos nessa questão atual e de vital importância para as futuras gerações, sugiro a leitura desse livro fascinante e revelador. Fascinante porque possui respostas bem ilustradas e documentadas das antigas e repetidas táticas de controle e domínio do Islã: invasões, migrações, infiltrações, desordens, levantes, guerras internas e finalmente o domínio; e, revelador, porque nos mostra que uma revolução resultante do casamento de conveniências entre a esquerda européia (francesa/alemã e o islã, ocorrida no início da década de 70, está em curso! A formação da União Européia foi o primeiro grande resultado desse revolução.
Essa é uma revolução diferente, as armas são ideias e as munições são doutrinações marxistas aplicadas nos últimos 30/40 anos em campus universitários ocidentais e hoje nutrida pela grande mídia e por migrações em larga escala de muçulmanos para o Ocidente.
No passado a grande imprensa sobrevivia da venda de assinaturas e publicidades, hoje vive e prospera através de “patrocinios” não declarados e depositados em paraisos fiscais. Atualmente “o bom” jornalista, apresentar e/ou ancora não são áqueles que redigem os melhores textos, não são aqueles que apresentam as melhores notícias… mas aqueles doutrinados no maxismo que estão reescrevendo a história conforme ordenado por Max no passado. Estão construindo novas fundações para as sociedades futuras que se fartarão nas misérias divididas para a maioria enquanto as verdadeiras fortunas serão compartilhadas por algumas poucas dezenas de pessoas – os globalistas cujo objetivo final é um só planeta, um só povo e um só governo!
E por fim, não devemos esquecer que, de acordo com a tradição islâmica o Hijrah (jihad através da migração) iniciou com a viagem de Maomé e seus seguidores de Meca para Yathrib (atual Medina) em 622 dC. Foi depois dessa hijra que Maomé pela primeira vez se tornou não apenas um pregador de ideias religiosas, mas acima de tudo um líder político e militar. Foi essa a razão de “suas novas revelações” exortando seus seguidores a serem intransigentes e violentos contra incrédulos. Significativamente, o calendário islâmico inicia com a hijra e não com a data de nascimento de Maomé ou de sua primeira “revelação”, mas com o início do Islã religioso, político e militar, implicando que o Islã jamais foi uma religião sem os componentes político e militar.
Frank Herles Matos
 
                                                                                                                                                                   Por Dr. Peter Hammond *
O Islã NÃO é uma religião e NEM MESMO um culto! É um sistema completo e integrado com componentes religiosos, legais, sociais, políticos, econômicos e militares. O componente religioso é o cavalo de troia [o engodo, a isca…] para todos os demais componentes.
O inicio da  islamização de um pais ocorre quando há muçulmanos suficientes para se manifestarem em defesa de seus “direitos religiosos” que sempre acaba se confirmando como um engodo.
Quando sociedades politicamente corretas e culturalmente diversas concordam com as exigências “razoáveis” dos muçulmanos por seus “direitos religiosos”, [sem saberem] também recebem os outros componentes sob a mesa [num mesmo pacote]. Veja como funciona:
Os dados estatísticos do livro resumido neste artigo são da CIA: The World FactBook (2007).

 

O Lento, Permanente e Gradual Plano de Conquista de Dentro para Fora

População Muçulmana por país

 

Estágio 1
Em quaisquer pais, enquanto os muçulmanos compor entre 1% à 2% da população eles serão uma minoria pacífica, e não uma ameaça para quem quer que seja. Na verdade, eles podem ser apresentados em artigos e filmes, estereotipados por sua singularidade colorida:

01       Estados Unidos           1,0%
02      Australia                        1,5%
03      Itália                                1,5%
03      Canadá                            1,9%
04      China                               1,0 à 2,0%  –  Estimativa. Dados oficiais não disponíveis
05      Itália                                1,5%
06      Noruega                          1,8%

Estágio 2
Entre 2% à 4,6% – Iniciam movimentos para influenciar e converter minorias étnicas e grupos marginalizados com grandes recrutamentos nas prisões, gangues de rua e em favelas:

01       Dinamarca         ______  2,0%
02      Reino Unido                        2,7%
03      Alemanha                             3,7%
04      Espanha                        _ _  4,0%
05      Tailândia                            _ 4,6%

 

Estágio 3
A partir dos 4,6%  – Iniciam à forçar uma influência política desproporcional à sua percentagem na população.
Nessa fase, entre outros movimentos coordenados, eles iniciam a reivindicarem alimentos halal (limpa para os padrões islâmicos), garantindo assim os trabalhos de preparação de alimentos para os muçulmanos. Eles vão aumentar a pressão sobre os supermercados para caracterizá-lo em suas prateleiras – juntamente com ameaças por falha no cumprimento, como já ocorre na França.

01       Suíça      __________   ___  4,3%
02      Suécia                     ____ ____  5,0%
03      Filipinas                       _     ___   5,0%
04      Holanda                         ______ 5,5%
05      Trinnidade e Tobago                 5,8%
06      França                          ____       8,0%

Estágio 4
Neste ponto, eles vão trabalhar para os governos dos países onde nasçeram ou residam permitam-lhes viverem sob a Sharia, a Lei Islâmica. O objetivo final do Islã não é converter o mundo, mas estabelecer a Sharia sobre todo o mundo.
Quando os muçulmanos atingirem 10% à 15% da população, aumentarão atos de ilegalidade como forma de queixas e protestos sobre “suas condições.”  Exemplo: Paris – incêndios de carros. Qualquer ação não-muçulmana que ofenda o Islã resultará em revoltas e ameaças (desenhos animados de Maomé – Amesterdã).

01       Guiana      __________   ___ 10,0%
02      Quênia                     ____ ____  10,0%
03      Russia                            ______   10% à 15,0%   –  Estimativa. Dados oficiais não disponíveis
04      Índia ____                          ____ 13,4%
05      Israel _____________              16,0%

Estágio 5
Depois dos 20% é esperado que os tumultos disparem, formações de milícia jihad, assassinatos esporádicos e queima de igrejas e sinagogas: Etiópia – Muçulmanos 32.8%
Com 40%, inicia a ocorrer massacres generalizados, ataques de terror crônicos e guerra de milícias em curso:

01       Etiópia      __________   ___ 32,8%
02      Bósnia                     ____ ____  40,0%
03      Chade                            ______   52,1%
04      Libano ____                          ___59,7%

Estágio 6
A partir de 60% você pode esperar perseguição desenfreada de não-crentes e outras religiões, esporádicos limpezas étnicas (genocídio), o uso da lei da Sharia como uma arma e o Jizya – imposto imposto aos infiéis:

01       Catar      ___________   ___ 77,5%
02      Albânia                   ____ ____  40,0%
03      Sudão                            ______   52,1%
04      Libano ____                          ___59,7%

Estágio 7
Depois que 80% se espera que a limpeza étnica e o genocídio sejam executados pelo Estado:

01 Turquia ___________________ 99,8%
02 Iraque ____________________ 98,9%
03 Marracos __________________ 98,8%
04 Paquistão _________________  98,7%
06 Faixa de Gaza (Israel/Palestina)_   98,7%
07 Irã ____________    ____ ____  98,0%
08 Judea/Samaria (Israel/Palestina)   98,0%
09 Emirados Árabes Unidos_______ 96,0%
10 Jordânia                                                   92,0%
11 Egito                                                          90,0%
12 Siria                                                           90,0%
13 Tajiquistão                                               90,0%
14 Indonésia                                                 86,1%
15 Bangladesh                                              83,0%

 

Estágio 8
100% da população é muçulmana! Seria suposto iniciar a era de paz islâmica, a ‘Dar-es-Salaam’ – a Casa da Paz Islâmica. No entanto, isto jamais ocorreu, mesmo quando todos são muçulmanos:

01 Afeganistão ___________________ 100,0%
02 Arábia Saúdita _________________ 100,0%
03 Somalia ______________________ 100,0%
04 Iémen _______________________ 100,0%
Muitos se perguntam por que a ‘Dar-es-Salaam’ ainda não foi implantada nos países onde 100% da população são muçulmanos. Até o momento nenhum estudioso conseguiu responder essa questão altamente complexa, pois envolve elementos antropológicos, religiosos, culturais, educacionais, sociais, políticos e econômicos de várias comunidades islâmicas. No entanto, talvez o livro THE HAJ, escrito por Leon Uris entre 1981 à 1983, e publicado em 1984 por Ted Swedenberg, possa nos sugerir uma resposta aproximada a esta pergunta:
“Antes de completar  nove anos eu já tinha aprendido o cânone básico da vida árabe: “Fui contra meu irmão; Eu e meu irmão fomos contra nosso pai; Minha família foi contra meus primos e o clã; O clã foi  contra a tribo;  a tribo contra o mundo e todos nós fomos contra o infiel.”  Leon Uris, ‘The Haj’
Nota
Apesar do ‘The Haj‘ ser uma novela de ficção foi baseada em memórias populares da população árabe que vivia na palestina na década de 80. “É uma história épica de amor, ódio, vingança, sofrimento e perdão. É um conto arrebatador de uma terra onde a vingança é sagrada, o ódio um sentimento nobre e a submissão da mulher uma obrigação social; uma história onde um governante árabe tenta salvar seu povo da destruição, mas não consegue salvá-los de si mesmos.”
publicado por raiodemundo às 19:52
link do post | comentar | favorito
Sábado, 14 de Novembro de 2015

Barbárie em Paris

Pesamos pelos mortos de Paris.

Vitimas de mais uma barbárie inclassificada, por parte de uns deficientes, que nostálgicos de uma época primitiva julgam poder ter a  «máquina do tempo» e retornar a ela. Os tarados em nome de religiões (sejam qual for) mais merecem ser internados num hospício de doentes mentais.

publicado por raiodemundo às 22:47
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 7 de Outubro de 2015

Dá para entender ?

de um email circulando por aí:

 

Os muçulmanos não estão felizes !!!!!


           · Eles não estão felizes em Gaza.

           · Eles não estão felizes na Cisjordânia.

           · Eles não estão felizes em Jerusalém ..

           · Eles não estão felizes em Israel.

           · Eles não estão felizes no Egito.

           · Eles não estão felizes na Líbia.

           · Eles não estão felizes na Argélia.

           · Eles não estão felizes em Tunis ...

           · Eles não estão felizes em Marrocos.

           · Eles não estão felizes no Iêmen.

           · Eles não estão felizes no Iraque.

           · Eles não estão felizes no Afeganistão.

           · Eles não estão felizes na Síria.

           · Eles não estão felizes no Líbano.

           · Eles não estão felizes no Sudão.

           · Eles não estão felizes na Jordânia ...

           · Eles não estão felizes no Irão


         Onde os muçulmanos estão felizes?

           Eles estão felizes na Inglaterra.

           Eles estão felizes  na França.

           Eles estão felizes na Itália.

           Eles estão felizes na Alemanha.

           Eles estão felizes na Suécia.

           Eles estão felizes na Holanda.

           Eles estão felizes na Dinamarca.

           Eles estão felizes na Bélgica.

           Eles estão felizes na Noruega.

           Eles estão felizes em U.S.A.

           Eles estão felizes no Canadá.

           Eles estão felizes na Romenia.

           Eles estão felizes na Hungria.

           Eles estão felizes na Austrália.

           Eles estão felizes na Nova Zelândia.


          Eles estão felizes em qualquer outro país no mundo que não está
         sob um governo muçulmano.

           E quem eles culpam?

          · Não o Islão
          · Não a liderança deles.
          · Não a si mesmos.


      Culpam os países onde estão vivendo livremente e bem.

           Isso é tão verdadeiro ... A democracia é realmente boa para
           eles:

           Em uma democracia que eles podem viver confortavelmente,
           aproveitar a alta qualidade de vida que eles não construíram e
           nem trabalharam para ter. Podem manter seus costumes,
           desobedecem às leis, exploram os serviços sociais
fazem
           paródias de nossa política e de nossos tribunais. Geralmente,
           mordem a mão que os alimenta.

          A questão é contraditória, paradoxal ! Eles tentam trazer seu
          sistema de vida falido e querem transformar os países que os
          acolheram no país que abandonaram em busca de uma vida melhor

          

 
 
Dá para entender?

publicado por raiodemundo às 18:29
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 6 de Abril de 2015

Invasão de povos selvagens

Nova loucura anti-memória por parte do EI destruindo um antiquissimo monastério cristão e sua biblioteca.

E a loucura sanguinária daqueles 'parentes' bárbaros no Quénia, a provocarem o ódio de todos não-muçulmanos contra os mesmos, desejam uma guerra religiosa em grande escala entre as comunidades como se pudessem ganhar.

Este ódio primário nem no tempo de Maomé foi praticado, são hipocratas não seguem o a doutrina ensinada por Maomé.

 

publicado por raiodemundo às 20:27
link do post | comentar | favorito
Domingo, 8 de Março de 2015

EI, a invasão dos povos bárbaros

Bárbaros primitivos, que raio passa pela cabeça desta gente ignorante? Que estupidez é esta para destruir património? Podiam ao menos o vender, sempre ficavam a ganhar!

Depois da loucura dos talibãs destruírem milenares estatuas de Buda no Afeganistão, temos agora estes idiotas do EI, a destruírem sítios arqueológicos (Nimrud e Hatra) e museu iraquianos (Mossul), porquê?

Não representam a cultura ocidental que tantos odeiam, são anterior a todos e comuns ao seu passado.

Destruir património raro de um passado longínquo que ainda pouco se conhece, tão pouco são os vestígios, que loucura.

O seu Deus deve ser muito fraco e pouco atractivo para se ter tão destrutiva atitude de ocultar o passado.

Não, o que eles adoram não deve ser Deus, mas sim o Diabo disfarçado, pelas barbaridades que cometem contra todos e contra tudo.

Como a ignorância, de achar que ser cristãos é ser sinónimo de ocidental (tratando mal os seus concidadãos cristãos) e quererem lidar o ocidente como no tempo das cruzadas, se fosse como nessa época com uma autoridade comum (o papa), já o ocidente em peso teria entrado em guerra e esmagado os muçulmanos, tal a disparidade económica e tecnológica com esses países. Passado é passado. Nem a atitude de vida de uns nem de outros é a mesma dessa época.

O pior é que existe destes fanáticos em todas as religiões, por exemplo nos EUA existe “talibãs” cristãos, os criacionistas, entre outras seitas que recusam a vida moderna; um dos países que mais faz pelo desenvolvimento da ciência e tecnologia tem uma grande franja da sua população contaminada pela ignorância religiosa. Mas entre judeus e hindus existe a mesma loucura.

Se esta loucura aumenta, não prevejo nada de bom para o futuro.

publicado por raiodemundo às 14:38
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 21 de Agosto de 2013

Egipto, Síria e outros...

Mostram-se os ocidentais escandalizados pelo golpe dos militares no Egipto e pela repressão, e hipocritamente pedem liberdade para os islamitas mas se são assim tão "democratas" porque não autorizam os nazis, pois não são piores que os islamitas. Basta ver como se comportam os rebeldes ou pelo menos uma boa parte deles na Síria e no Egipto, que não respeitam os seus próprios concidadãos que pelo simples facto de serem cristãos são perseguidos e destruídos seus bens e templos, esta mania de ignorantes orientais que associam cristão e ocidental como sinónimos e mesmo sendo concidadãos, cristãos, os fazem pagar por culpas alheias.

 

A verdade é que estas revoluções árabes podem em vez de um mundo melhor e justo trazer mas é desgraça para milhões de pessoas sob regimes tirânicos em nome de Deus ou será que é de Satanás! Pois é o que parece o deus defendido por certas personagens.

 

Podem ser maus os regimes vigentes, mas pode ser pior os regimes islâmicos. O melhor é fechar um pouco os olhos e esperar no que dá. Nada fazer contra os laicos. É que valores políticos e sociais ocidentais não podem ser transplantados para outras paragens com bagagens culturais muito diferentes, duma assentada, pois não funcionam, a história já o provou que é preciso tempo e gerações par mudar aos poucos os valores duma sociedade.

publicado por raiodemundo às 15:41
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 19 de Janeiro de 2009

Sarilhos

 

Sarilhos
 
Hipócritas até parece que não é verdade a afirmação do Patriarca de Lisboa.
Por vezes na comunicação social aparece casos de mulheres que tiveram problemas nesses casamentos mistos. Principalmente se forem viver para estados islâmicos atrasados. Divorciam-se o ex-marido foge/fica com os filhos (na lei islâmica o pai fica com os filhos sempre), ou têm problemas com a situação que a lei ou costumes reservam às mulheres nesses países; é preciso ver que os seus costumes serão parecidos aos nossos centenas de anos atrás, por isso se não gostariam de voltar ao tempo de suas avôs então muito menos gostarão de viver nesses estados ou mesmo no ocidente com alguém que passado a fase de “paixonite” poderá se revelar um individuo desagradável, impregnado que está com tradições retrógradas, ou que suas famílias na terra de origem podem “fazer as suas cabeças” regressar a bárbaros costumes.
Muitos desses estados existe a lapidação de esposas acusadas de adultério. E homicídios por “crimes de honra” contra esposas, filhas e outras familiares mesmo quando inocentes, como quando são vitimas de violação, acusam-nas de “ crime de honra” e matam-nas.
Lembrem-se que estamos perante uma cultura doutra civilização e xenófoba como é a islâmica. Comunidades com origem nessas são xenófobas recusando integrarem as nossas sociedades exemplo da turca na Alemanha, que de cidadania só quer o documento, de resto a sociedade alemã não lhes interessa, e resistem a aceitar leis e costumes ocidentais.
Com atitude que os muçulmanos estão a tomar em muitas partes do mundo, em que tomam os choques dos estados, como se fosse um choque religioso, atacando mesmo os seus cidadãos que são cristãos só porque têm a mesma ou parecida religião que a maioria dos estados ocidentais; e esse ódio que instigam contra todos os ocidentais acabará por levar a uma guerra entre civilizações como no tempo das cruzadas.
publicado por raiodemundo às 01:55
link do post | comentar | favorito

.pesquisar

 

.Junho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Islã – A Ameaça Contempor...

. Barbárie em Paris

. Dá para entender ?

. Invasão de povos selvagen...

. EI, a invasão dos povos b...

. Egipto, Síria e outros...

. Sarilhos

.arquivos

. Junho 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Julho 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.PubliGoogle

.tags

. todas as tags

.BannerPublipt

.subscrever feeds