Sábado, 30 de Junho de 2012

Guimarães no século XIX e Nicolinas

Guimarães no século XIX

 

 

 

Guimarães e Nicolinas

 

publicado por raiodemundo às 10:56
link do post | comentar | favorito
Sábado, 23 de Junho de 2012

REFORMAS

Dando outra montra a email circulando:

 

 

Mas que Reforma  ??? !!!

REPASSEM AOS V/ AMIGOS . 
A net tem muita força e já que este é o n/ meio, vamos repassar milhentas vezes.

Alguém percebe?!
*Se ela continua a trabalhar, está a receber reforma porquê?!
Ela é loira, mas de burra não tem nada ... *
*Sempre a pedirem-nos sacrifícios e "Eles" e "Elas " a receberem reformas, salários, subvenções vitalícias . Como é que isto algum dia irá para a frente, se todos ELES quando fazem as leis é para zelarem pelos seus próprios interesses? *
*Se o cidadão normal tem de trabalhar 40 anos (ou  mais) e só tem direito a uma pequena reforma, porque é que eles ao fim de oito anos de serviço já têm direito a reformas gordas?*
*É aqui que o governo tem de começar a cortar as gorduras...mas corta é nos nossos subsídios e eles continuam a fazer as suas vidinhas de nababos.*
*Divulguem!!! Basta de nos tratarem como atrasados mentais; passem ao maior número de pessoas que possam.*
*Foi assim que conseguimos que três ministros abdicassem dos seus subsídios de deslocação, quando (vergonha das vergonhas) têm casa em Lisboa.*
*Assunção Esteves (PSD), a actual Presidente da Assembleia da República, reformou-se aos 42 anos, com a pensão mensal (14 vezes ano) de € 2.315,51 .
Fica o Diário da República de 30/07/1998 para vossa informação. Para que saibam ainda, a Senhora Assunção Esteves recebe ainda de vencimento mensal (14 vezes ano) € 5.799,05 e de ajudas de custas mensal (14 vezes ano) € 2.370,07. Aufere, portanto, a quantia anual de € 146.784,82.
Ou seja, recebe do erário público, a remuneração média mensal de € 12.232,07 (Doze mil, duzentos e trinta e dois euros, sete cêntimos).*
*Relembramos que também tem direito a uma viatura oficial BMW a tempo inteiro!*
*E vêm estes  IDIOTAS  do Governo sacar subsídios e pedir sacrifícios aos funcionários públicos e pensionistas!!!  É mesmo preciso ter pouca vergonha!!!*


publicado por raiodemundo às 23:16
link do post | comentar | favorito
Domingo, 17 de Junho de 2012

ARTIGO DE JACQUES AMAURY, ACERCA DE PORTUGAL

 

 

ARTIGO DE JACQUES AMAURY,

 

SOCIÓLOGO E FILÓSOFO FRANCÊS, ACERCA DE PORTUGAL

 

Um artigo de Jacques Amaury, sociólogo e filósofo francês, professor na

Universidade de Estrasburgo.

 

"Portugal atravessa um dos momentos mais difíceis da sua história que terá

que resolver com urgência, sob o perigo de deflagrar crescentes tensões e

consequentes convulsões sociais.

 

Importa em primeiro lugar averiguar as causas. Devem-se sobretudo à má

aplicação dos dinheiros emprestados pela CE para o esforço de adesão e

adaptação às exigências da união.

 

Foi o país onde mais a CE investiu "per capitae o que menos proveito retirou.

Não se actualizou, não melhorou as classes laborais,  regrediu na qualidade da educação,

vendeu ou privatizou mesmo actividades primordiais e património que poderiam

hoje ser um sustentáculo.

 

Os dinheiros foram encaminhados para auto-estradas, estádios de

futebol, constituição de centenas de instituições público-privadas,

fundações e institutos, de duvidosa utilidade, auxílios financeiros a

empresas que os reverteram em seu exclusivo benefício, pagamento a

agricultores para deixarem os campos e aos pescadores para venderem

as embarcações, apoios estrategicamente endereçados a elementos ou a

próximos deles, nos principais partidos, elevados vencimentos nas classes

superiores da administração pública, o tácito desinteresse da Justiça

 frente à corrupção galopante e um desinteresse quase total das Finanças no

que respeita à cobrança na riqueza, na Banca, na especulação, nos grandes

negócios, desenvolvendo, em contrário, uma atenção especialmente

persecutória junto dos pequenos comerciantes e população mais pobre.

 

A política lusa é um campo escorregadio onde os mais hábeis e corajosos

penetram, já que os partidos cada vez mais desacreditados, funcionam

essencialmente como agências de emprego que admitem os mais

corruptos e incapazes, permitindo que com as alterações governativas

permaneçam, transformando-se num enorme peso bruto e parasitário.

Assim, a monstruosa Função Publica, ao lado da classe dos professores,

assessoradas por sindicatos aguerridos, de umas Forças Armadas

dispendiosas e caducas, tornaram-se não uma solução, mas um factor de peso

nos problemas do país.

 

Não existe partido de centro já que as diferenças são apenas de retórica,

entre o PS (Partido Socialista) e o PSD (Partido Social Democrata), de

direita, agora mais conservador ainda, com a inclusão de um novo líder,

que tem um suporte estratégico no PR e no tecido empresarial abastado

Mais à direita, o CDS (Partido Popular), com uma actividade assinalável, mas

com telhados de vidro e linguagem pública, diametralmente oposta ao que os

seus princípios recomendam e praticarão na primeira oportunidade.

 

À esquerda, o BE (Bloco de Esquerda), com tantos adeptos como o anterior,

mas igualmente com uma linguagem difícil de se encaixar nas recomendações

ao Governo, que manifesta um horror atávico à esquerda, tal como a

população em geral, laboriosamente formatada para o mesmo receio.

Mais à esquerda, o PC (Partido comunista) menosprezado pela comunicação

social, que o coloca sempre como um perigo latente e uma extensão

inspirada na União Soviética, oportunamente extinta, e portanto longe das

realidades actuais.

 

Assim, não se encontrando forças capazes de alterar o status, parece que a

democracia pré-fabricada não encontra novos instrumentos.

 

Contudo, na génese deste beco sem aparente saída, está a impreparação,

ou melhor, a ignorância de uma população deixada ao abandono, nesse

fulcral e determinante aspecto. Mal preparada nos bancos das escolas, no

secundário e nas faculdades, não tem capacidade de decisão, a não

ser a que lhe é oferecida pelos órgãos de Comunicação. Ora e aqui está o

grande problema deste pequeno país; as TVs as Rádios e os Jornais, são

na sua totalidade, pertença de privados ligados à alta finança, à

industria e comercio, à banca e com infiltrações accionistas de vários

países.

 

Ora, é bem de ver que com este caldo, não se pode cozinhar uma

alimentação saudável, mas apenas os pratos que o "chefe" recomenda.

Daí a estagnação que tem sido cómoda para a crescente distância entre

ricos e pobres.

 

A RTP, a estação que agora engloba a Rádio e TV oficiais, está dominada

por elementos dos dois partidos principais, com notório assento dos

sociais-democratas, especialistas em silenciar posições esclarecedoras e

calar quem levanta o mínimo problema ou dúvida. A selecção dos

gestores, dos directores e dos principais jornalistas é feita

exclusivamente por via partidária. Os jovens jornalistas, são

condicionados pelos problemas já descritos e ainda pelos contratos a

prazo determinantes para o posto de trabalho enquanto, o afastamento

dos jornalistas seniores, a quem é mais difícil formatar o processo a pôr

em prática, está a chegar ao fim. A deserção destes, foi notória.

 

Não há um único meio ao alcance das pessoas mais esclarecidas e por

isso, "non gratas" pelo establishment, onde possam dar luz a novas

ideias e à realidade do seu país envolto no conveniente manto diáfano

que apenas deixa ver os vendedores de ideias já feitas e as cenas

recomendáveis para a manutenção da sensação de liberdade e da prática

da apregoada democracia.

 

 

Só uma comunicação não vendida e alienante, pode ajudar a população, a

fugir da banca, o cancro endémico de que padece, a exigir uma justiça mais

célere e justa, umas finanças atentas e cumpridoras, enfim, a ganhar

consciência e lucidez sobre os seus desígnios.

publicado por raiodemundo às 18:01
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 8 de Junho de 2012

Reflectir

circulando por email, aqui fica:

 

 

Excelente visão de alguém que nem sequer é judeu !

 

O seguinte artigo publicado em Espanha, em 2008, foi escrito por um não-judeu.
Nunca veremos este gênero de artigo na nossa imprensa. Ele ofenderia muitas pessoas.
 
Foi escrito pelo escritor espanhol Sebastian Vilar Rodriguez e publicado num jornal espanhol, em 15 de Janeiro de 2008.
Não é preciso muita imaginação para extrapolar a mensagem ao resto da Europa e possivelmente ao resto do mundo.

TODA A VIDA EUROPEIA MORREU EM AUSCHWITZ
Por Sebastian Vilar Rodriguez

Desci uma rua em Barcelona, e descobri repentinamente uma verdade terrível. A Europa morreu em Auschwitz.
Matámos seis milhões de Judeus e substituímo-los por 20 milhões de muçulmanos.
Em Auschwitz queimámos uma cultura, pensamento, criatividade, e talento.
Destruímos o povo escolhido, verdadeiramente escolhido, porque era um povo grande e maravilhoso que mudara o mundo.
A contribuição deste povo sente-se em todas as áreas da vida: ciência, arte, comercio internacional, e acima de tudo, como a consciência do mundo.
Este é o povo que queimámos.
E debaixo de uma pretensa tolerância, e porque queríamos provar a nós mesmos que estávamos curados da doença do racismo, abrimos as nossas portas a 20 milhões de muçulmanos que nos trouxeram estupidez e ignorância, extremismo religioso e falta de tolerância, crime e pobreza, devido ao pouco desejo de trabalhar e de sustentar as suas famílias com orgulho.
Eles fizeram explodir os nossos comboios, transformaram as nossas lindas cidades espanholas num terceiro mundo, afogando-as em sujeira e crime.
Fechados nos seus apartamentos eles recebem, gratuitamente, do governo, eles planejam o assassinato e a destruição dos seus ingênuos hospedeiros.
E assim, na nossa miséria, trocamos a cultura por ódio fanático, a habilidade criativa, por habilidade destrutiva, a inteligência por subdesenvolvimento e superstição.
Trocamos a procura de paz dos judeus da Europa e o seu talento, para um futuro melhor para os seus filhos, a sua determinação, o seu  apego à vida porque a vida é santa, por aqueles que prosseguem na morte, um povo consumido pelo desejo de morte para eles e para os outros, para os nossos filhos e para os deles.
Que terrível erro cometido pela miserável Europa.

 
O total da população islâmica (ou muçulmana) é de, aproximadamente, 1 200 000 000, isto é um bilhão e duzentos milhões  ou seja 20% da população mundial.
Eles receberam os seguintes Prémios Nobel:
Literatura
1988 Najib Mahfooz

Paz
1978 Mohamed Anwar El-Sadat
1990 Elias James Corey
1994 Yaser Arafat
1999 Ahmed Zewai

Economia
(ninguém)

Física
(ninguém)

Medicina
1960 Peter Brian Medawar
1998 Ferid Mourad

TOTAL: 7 (sete)

O total da população de Judeus é, aproximadamente, 14 000 000, isto é catorze milhões ou seja cerca de 0,02% da população mundial.
Estes receberam os seguintes Prémios Nobel:

Literatura
1910 - Paul Heyse
1927 - Henri Bergson
1958 - Boris Pasternak
1966 - Shmuel Yosef Agnon
1966 - Nelly Sachs
1976 - Saul Bellow
1978 - Isaac Bashevis Singer
1981 - Elias Canetti
1987 - Joseph Brodsky
1991 - Nadine Gordimer World

Paz
1911 - Alfred Fried
1911 - Tobias Michael Carel Asser
1968 - Rene Cassin
1973 - Henry Kissinger
1978 - Menachem Begin
1986 - Elie Wiesel
1994 - Shimon Peres
1994 - Yitzhak Rabin

Física
1905 - Adolph Von Baeyer
1906 - Henri Moissan
1907 - Albert Abraham Michelson
1908 - Gabriel Lippmann
1910 - Otto Wallach
1915 - Richard Willstaetter
1918 - Fritz Haber
1921 - Albert Einstein
1922 - Niels Bohr
1925 - James Franck
1925 - Gustav Hertz
1943 - Gustav Stern
1943 - George Charles de Hevesy
1944 - Isidor Issac Rabi
1952 - Felix Bloch
1954 - Max Born
1958 - Igor Tamm
1959 - Emilio Segre
1960 - Donald A. Glaser
1961 - Robert Hofstadter
1961 - Melvin Calvin
1962 - Lev Davidovich Landau
1962 - Max Ferdinand Perutz
1965 - Richard Phillips Feynman
1965 - Julian Schwinger
1969 - Murray Gell-Mann
1971 - Dennis Gabor
1972 - William Howard Stein
1973 - Brian David Josephson
1975 - Benjamin Mottleson
1976 - Burton Richter
1977 - Ilya Prigogine
1978 - Arno Allan Penzias
1978 - Peter L Kapitza
1979 - Stephen Weinberg
1979 - Sheldon Glashow
1979 - Herbert Charles Brown
1980 - Paul Berg
1980 - Walter Gilbert
1981 - Roald Hoffmann
1982 - Aaron Klug
1985 - Albert A. Hauptman
1985 - Jerome Karle
1986 - Dudley R. Herschbach
1988 - Robert Huber
1988 - Leon Lederman
1988 - Melvin Schwartz
1988 - Jack Steinberger
1989 - Sidney Altman
1990 - Jerome Friedman
1992 - Rudolph Marcus
1995 - Martin Perl
2000 - Alan J. Heeger

Economia
1970 - Paul Anthony Samuelson
1971 - Simon Kuznets
1972 - Kenneth Joseph Arrow
1975 - Leonid Kantorovich
1976 - Milton Friedman
1978 - Herbert A. Simon
1980 - Lawrence Robert Klein
1985 - Franco Modigliani
1987 - Robert M. Solow
1990 - Harry Markowitz
1990 - Merton Miller
1992 - Gary Becker
1993 - Robert Fogel

Medicina
1908 - Elie Metchnikoff
1908 - Paul Erlich
1914 - Robert Barany
1922 - Otto Meyerhof
1930 - Karl Landsteiner
1931 - Otto Warburg
1936 - Otto Loewi
1944 - Joseph Erlanger
1944 - Herbert Spencer Gasser
1945 - Ernst Boris Chain
1946 - Hermann Joseph Muller
1950 - Tadeus Reichstein
1952 - Selman Abraham Waksman
1953 - Hans Krebs
1953 - Fritz Albert Lipmann
1958 - Joshua Lederberg
1959 - Arthur Kornberg
1964 - Konrad Bloch
1965 - Francois Jacob
1965 - Andre Lwoff
1967 - George Wald
1968 - Marshall W. Nirenberg
1969 - Salvador Luria
1970 - Julius Axelrod
1970 - Sir Bernard Katz
1972 - Gerald Maurice Edelman
1975 - Howard Martin Temin
1976 - Baruch S. Blumberg
1977 - Roselyn Sussman Yalow
1978 - Daniel Nathans
1980 - Baruj Benacerraf
1984 - Cesar Milstein
1985 - Michael Stuart Brown
1985 - Joseph L. Goldstein
1986 - Stanley Cohen [& Rita Levi-Montalcini]
1988 - Gertrude Elion
1989 - Harold Varmus
1991 - Erwin Neher
1991 - Bert Sakmann
1993 - Richard J. Roberts
1993 - Phillip Sharp
1994 - Alfred Gilman
1995 - Edward B. Lewis
1996- Lu RoseIacovino

TOTAL: 128 (cento e vinte e oito)

Os judeus não estão a promover lavagens cerebrais a crianças em campos de treino militar, ensinando-os a fazerem-se explodir e causar um máximo de mortes a judeus
e a outros não muçulmanos.
Os judeus não tomam  aviões, nem matam atletas nos Jogos Olímpicos, nem se fazem explodir em restaurantes alemães.
Não há um único judeu que tenha destruído uma igreja.
NÃO há um único judeu que proteste matando pessoas.
Os judeus não traficam escravos, não têm líderes a clamar pela Jihad Islâmica e morte a todos os infiéis.
Talvez os muçulmanos do mundo devessem considerar investir mais numa educação modelo e menos em queixarem-se dos judeus  por todos os seus problemas.
Os muçulmanos deviam perguntar o que poderiam fazer  pela humanidade antes de pedir que a humanidade os respeite.
Independentemente dos seus sentimentos sobre a crise entre Israel e os seus vizinhos palestinianos e árabes, mesmo que creiamos que há mais culpas na parte de Israel,
 as duas frases que se seguem realmente dizem tudo:
"Se os árabes depusessem hoje as suas armas não haveria mais violência.
Se os judeus depusessem hoje as suas armas  não haveria mais Israel." (Benjamin Netanyahu).
Por uma questão histórica, quando o Comandante Supremo das Forças Aliadas, General Dwight Eisenhower, encontrou todas as vítimas mortas nos campos de concentração nazista, mandou que as pessoas ao visitarem esses  campos de morte, tirassem todas as fotografias possíveis, e para os alemães das aldeias próximas serem levados através dos campos e que enterrassem os mortos. Ele fez isto porque disse de viva voz o seguinte:
"Gravem isto tudo hoje.
Obtenham os filmes, arranjem as testemunhas, porque poderá haver algum malandro lá em baixo, na estrada da história, que se levante e diga que isto nunca aconteceu."
Recentemente, no Reino Unido, debateu-se a intenção de remover  o holocausto do curriculum das suas escolas, porque era uma ofensa para a população  muçulmana, a qual diz que isto nunca aconteceu.
Até agora ainda não foi retirado do curriculum.
Contudo é uma demonstração do grande receio que está a preocupar o mundo e a facilidade com que as nações o estão a aceitar.
Já passaram mais de sessenta anos depois da Segunda Guerra Mundial na Europa ter terminado.
O conteúdo deste mail está a ser enviado como uma cadeia em memória dos 6 milhões de judeus, dos 20 milhões de russos, dos 10 milhões de cristãos e dos 1 900 padres católicos que foram assassinados, violados, queimados, que morreram de fome, foram  espancados, e humilhados enquanto o povo alemão olhava para o outro lado.
Agora, mais do que nunca, com o Iran entre outros, reclamando que o Holocausto é um mito, é imperativo assegurar-se de que o mundo nunca esquecerá isso.

É intento deste mail que chegue a 400 milhões de pessoas.
Que seja um elo na cadeia-memorial e ajude a distribui-lo pelo mundo.
Depois do ataque ao World Trade Center, quantos anos passarão antes que se diga
"NUNCA ACONTECEU", porque isso pode ofender alguns muçulmanos nos Estados Unidos ???

 

publicado por raiodemundo às 21:38
link do post | comentar | favorito
Domingo, 3 de Junho de 2012

Filhos de prostituta.. muito mas muito bom mesmo...

anedota circulando por email:

 

 

 

O sujeito chama-se Marc Faber, e é norte-americano

- Ele é Analista de Investimentos empresariais.

Em Junho de 2008, quando o Governo Bush estudava lançar um projecto de
ajuda à economia americana, Marc Faber encerrava seu boletim mensal
com um comentário bem-humorado:

"O Governo Federal está concedendo a cada um de nós uma bolsa de U$ 600,00."

Se gastarmos esse dinheiro no supermercado Wal-Mart, esse dinheiro vai
para a China.

Se gastarmos com gasolina, vai para os árabes.

Se comprarmos um computador, vai para a Índia.

Se comprarmos frutas e vegetais, irá para o México, Honduras e Guatemala.

Se comprarmos um bom carro, irá para a Alemanha ou Japão.

Se comprarmos bugigangas, irá para Taiwan....

E nenhum centavo desse dinheiro ajudará a economia americana.

O único meio de manter esse dinheiro na América é gastá-lo com
prostitutas e cerveja, considerando que são os únicos bens ainda
produzidos por aqui.

Estou fazendo a minha parte...

- Resposta de um português igualmente bem humorado:

"Realmente a situação dos americanos parece cada vez pior." Lamento
informar que, depois desse seu e-mail, a Budweiser foi comprada pela
portuguesa Unicer... portanto, restaram apenas as prostitutas.

Porém, se elas (as prostitutas) repassarem parte da verba para seus
filhos, o dinheiro virá para São Bento, onde existe a maior
concentração de filhos da puta do mundo.

publicado por raiodemundo às 15:56
link do post | comentar | favorito

.Pesquisa

Google

.pesquisar

 

.Junho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Parlamento

. Orfanatos e IURD

. 1º de Dezembro e Catalunh...

. Tancos

. Que futuro ?

. Islã – A Ameaça Contempor...

. E porque não ?

. Para quando a mesma corag...

. Estado incentiva sequestr...

. Que justiça é esta?

.arquivos

. Junho 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Julho 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.PubliGoogle

.tags

. todas as tags

.BannerPublipt

.subscrever feeds