Terça-feira, 25 de Julho de 2017

Para quando a mesma coragem?

     O rei Filipe VI de Espanha em recente visita ao R.U., no parlamento britânico teve coragem de pedir que se diálogo sobre a questão de Gibraltar, algo que deixou alguns deputados britânicos furiosos.

    Os espanhóis continuam a achar-se com direito a Gibraltar, mas não é superior ao nosso por Olivença, pelo exemplo dado lembro para quando os nossos governantes têm a mesma coragem de pedir o mesmo que eles pedem aos britânicos, senão forem hipocratas reconheceram o mesmo direito que exigem.

Os nossos políticos (com tão pouca cultura histórica) utilizam a política da avestruz para o ofenderem os nossos amigos vizinhos, e para que o povo se esqueça e o tempo mate a questão (já nem os Oliventinos se consideram portugueses após mais de 200 anos!).

publicado por raiodemundo às 17:48
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2017

Estado incentiva sequestro e negócios com menores

Mais uma noticia sobre crianças que raia o absurdo!
Saiu no Expresso de 11.02.2017 um artigo, súmula de noticias que já vinham saindo algum tempo, de mães que fazem queixa à ONU por lhes tirarem os filhos.
Filhos cuja justiça não protege, mas as fazem segunda vez vitimas, como num país do terceiro mundo, são culpadas de serem vitimas. Se a mãe foge de casa por violência doméstica, e o pai continua arrondar as vitimas então tiram a criança da mãe como se fosse culpada, em vez de as protegerem.
Tiram menores aos progenitores por qualquer palha em vez de ajudarem.
Abonos de família são uma miséria, mas para pagar a instituições que vivem de retirar filhos aos pais já existe dinheiro chorudo.
Um progenitor para visitar o filho institucionalizado tem de pagar 110 euros isso é loucura, o estado devia proporcionar alegrias a essas crianças permitindo-lhes serem visitadas por suas mães, não é impondo entraves tarados e por anos a fio pela infância toda.
Não separem irmãos, fatria deve ser a melhor alegria que têm, seus interesses estão acima dos dos adultos, mesmo dos que adoptam.
Estamos como no RU a criar uma sociedade de lobos a viver á custa de outros humanos mesmo menores, que nada podem contra um estado tirano.
Quando acabam com estas burrices e o bom senso volta ?

publicado por raiodemundo às 21:11
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 25 de Dezembro de 2016

Roubar os filhos de outros, a pretexto de pobreza

 

http://zap.aeiou.pt/professor-universitario-oferece-500-euros-mes-ao-pai-arrisca-perder-filha-142566

 

Nem dá para acreditar.

Pobreza ser razão para não ser bom pai ?

Desde que existe a humanidade sempre houve pobres, seja lá o que isso significa. Não é razão para roubar uma filha ao seu progenitor, mas sim para ajudar a tirar da miséria quem não a quis; a condenar alguém se condene os políticos por não providenciarem ajuda conveniente nestes casos.

Não façamos a mesma loucura que trespassa o R.U. a raptarem/roubarem os filhos dos mais desprotegidos por aquela palha ou outras merdas, passar de 8 para 80 só provocam mal nas crianças não é assim que as ajudam. E ainda fazerem negócios obscuros com esses menores.

Felizmente ainda existe almas caridosas que sabem enxergar a realidade, almas cristãs na acepção da palavra, nesta época natalícia se prontificam-se a ajudar, para que o mal não vença.

Mal mais uma vez, vem de serviços do estado, e de juízes que não sabem fazer justiça ( seguir a letra da lei textualmente como os fanáticos dos textos religiosos, não é justiça ).

publicado por raiodemundo às 19:20
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 31 de Outubro de 2016

Soma e segue

Então novamente temos mais casos de licenciatura inexistentes, em nomeados políticos.

E é esta gente que nos quer governar, que julga ter competências.

Com politiqueiros não temos futuro.

O governo até autarcas quer imunidade para estupidez financeiras.

Tretas o que se devia era limitar para não ser radical de que devia proibir governante de contrair dividas.; deviam aprender a governar apenas com o dinheiro que se tem, como se faz em casa. O máximo era aceitar dividas apenas em investimentos produtivos e mesmo assim com autorização da oposição, ou seja com consenso de regime.

publicado por raiodemundo às 13:15
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 16 de Abril de 2016

Para reflexão

Reproduzo aqui um texto cuja origem abaixo identificada, para reflexão:

 

Pedro Tadeu, “D.N.”, 8-3-16


Maria Luís Albuquerque é incompatível com o quê?


Maria Luís Albuquerque tinha pouco mais de 25 dias como ministra quando mentiu aos
deputados da Nação ao dizer não ter recebido informação suficiente para atuar na
questão dos empréstimos de tipo swaps contraídos por empresas de transportes
públicos. Uma troca de e-mails posteriormente tornada pública revelou que, dois anos
antes, a Direção-Geral do Tesouro alertara a então secretária de Estado de Vítor Gaspar
para perdas potenciais de 1,5 mil milhões de euros causados por esse tipo de contratos.
Ela não ligou.
Maria Luís Albuquerque mentiu novamente no Parlamento quando disse que não teve
contacto com swaps enquanto trabalhou, de 2007 a 2010, no IGCP, a Agência de Gestão
da Tesouraria e da Dívida Pública. Uma auditoria da Direção-Geral do Tesouro veio
desmenti-la, nomeadamente no caso da Estradas de Portugal, envolvendo-a como
técnica superior no processo de aprovação desses empréstimos de gestão de risco que,
por causa da incrível baixa das taxas de juro na Europa, acabaram por correr mal para o
país.
Maria Luís Albuquerque mentiu novamente sobre a Estradas de Portugal quando
garantiu não ter mandado a empresa pública alterar o seu orçamento de 2012 para a
"aliviar" dos prejuízos com maus créditos que eram do ex-BPN. Uma nova troca de emails
confirmou-o.
Maria Luís Albuquerque foi falaciosa, quase mentirosa, ao acenar ao país com a
possibilidade de devolução de parte da sobretaxa de IRS: um mês antes das eleições o
seu ministério atirou cá para fora uma estimativa de devolução de 35,3% daquilo que os
contribuintes pagaram. Logo a seguir às eleições esse valor baixou para 9,7% e,
semanas depois, chegou a zero.
Maria Luís Albuquerque garantiu em Portugal que os cortes em salários e pensões eram
provisórios mas nos gabinetes de Bruxelas, revelou a Comissão Europeia quando
negociou o Orçamento do Estado de António Costa, disse que esses cortes eram
permanentes. Em Lisboa ou em Bruxelas mentiu.
Maria Luís Albuquerque disse que não se meteu na decisão que levou à resolução do
BES e à criação do Novo Banco, foi tudo feito pelo Banco de Portugal. Jurou que esse
processo não traria custos para os contribuintes. E depois admitiu que a Caixa Geral de
Depósitos - ou seja, os contribuintes - poderia ter perdas com o Novo Banco.
Maria Luís Albuquerque é competente, ótima para ajudar uma empresa como a Arrow
Global, caçadora de dívida morta, onde quer ser administradora não executiva por uns
modestos cinco mil euros brutos mensais. A incompatibilidade de Maria Luís não é
com a vida entre abutres da finança. A incompatibilidade de Maria Luís é com a
vida política sã.

publicado por raiodemundo às 23:44
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 6 de Abril de 2016

«A mentira»

in email anónimo, circulando:

 

É UM POUCO EXTENSO, MAS VALE A PENA LER. É ESTA A REALIDADE EM QUE
VIVEMOS. ESTÁ BRILHANTEMENTE REDIGIDO.


Não podia ser mais verdade!!!
Bem-haja a quem não tem medo de ver e muito menos de dizer a verdade.


Leiam este texto escrito por um professor de filosofia que escreve semanalmente
para o jornal O Torrejano.
Tudo o que ele diz, é tristemente verdadeiro.


O atestado médico por José Ricardo Costa


Imagine o meu caro que é professor, que é dia de exame do 12º ano e vai ter de fazer
uma vigilância. Continue a imaginar. O despertador avariou durante a noite. Ou fica
preso no elevador. Ou o seu filho, já à porta do infantário, vomitou o quente,
pastoso, húmido e fétido pequeno-almoço em cima da sua imaculada camisa.
Teve, portanto, de faltar à vigilância. Tem falta. Ora esta coisa de um professor ficar
com faltas injustificadas é complicada, por isso convém justificá-la. A questão agora é:
como justificá-la?
Passemos então à parte divertida. A única justificação para o facto de ficar preso no
elevador, do despertador avariar ou de não poder ir para uma sala do exame com a
camisa vomitada, ababalhada e malcheirosa, é um atestado médico. Qualquer pessoa
com um pouco de bom senso percebe que quem precisa aqui do atestado médico
será o despertador ou o elevador. Mas não. Só uma doença poderá justificar sua
ausência na sala do exame. Vai ao médico. E, a partir deste momento, a situação
deixa de ser divertida para passar a ser hilariante.
Chega-se ao médico com o ar mais saudável deste mundo. Enfim, com o sorriso de
Jorge Gabriel misturado com o ar rosado do Gabriel Alves e a felicidade do padre
Melícias. A partir deste momento mágico, gera-se um fenómeno que só pode ser
explicado através de noções básicas da psicopatologia da vida quotidiana. Os mesmos
que explicam uma hipnose colectiva em Felgueiras, o holocausto nazi ou o sucesso da
TVI.
O professor sabe que não está doente. O médico sabe que ele não está doente. O
presidente do executivo sabe que ele não está doente. O director regional sabe que
ele não está doente. O Ministério da Educação sabe que ele não está doente.
O próprio legislador, que manda a um professor que fica preso no elevador
apresentar um atestado médico, também sabe que o professor não está doente.
Ora, num país em que isto acontece, para além do despertador que não toca, do
elevador parado e da camisa vomitada, é o próprio país que está doente.
Um país assim, onde a mentira é legislada, só pode mesmo ser um país doente.
Vamos lá ver, a mentira em si não é patológica. Até pode ser racional, útil e eficaz em
certas ocasiões. O que já será patológico é o desejo que temos de sermos enganados
ou a capacidade para fingirmos que a mentira é verdade.
Lá nesse aspecto somos um bom exemplo do que dizia Goebbels: uma mentira várias
vezes repetida transforma-se numa verdade. Já Aristóteles percebia uma coisa muito
engraçada: quando vamos ao teatro, vamos com o desejo e uma predisposição para
sermos enganados.
Mas isso é normal. Sabemos bem, depois de termos chorado baba e ranho a ver o
'ET', que este é um boneco e que temos de poupar a baba e o ranho para outras
ocasiões. O problema é que em Portugal a ficção se confunde com a realidade.
Portugal é ele próprio uma produção fictícia, provavelmente mesmo desde D.Afonso
Henriques, que Deus me perdoe.
A começar pela política. Os nossos políticos são descaradamente mentirosos. Só que
ninguém leva a mal porque já estamos habituados.
Aliás, em Portugal é-se penalizado por falar verdade, mesmo que seja por boas
razões, o que significa que em Portugal não há boas razões para falar verdade. Se eu,
num ambiente formal, disser a uma pessoa que tem uma nódoa na camisa, ela irá
levar a mal.
Fica ofendida se eu digo isso é para a ajudar, para que possa disfarçar a nódoa e não
fazer má figura. Mas ela fica zangada comigo só porque eu vi a nódoa, sabe que eu
sei que tem a nódoa e porque assumi perante ela que sei que tem a nódoa e que sei
que ela sabe que eu sei.
Nós, portugueses, adoramos viver enganados, iludidos e achamos normal que assim
seja. Por exemplo, lemos revistas sociais e ficamos derretidos (não falo do cérebro,
mas de um plano emocional) ao vermos casais felicíssimos e com vidas de sonho.
Pronto, sabemos que aquilo é tudo mentira, que muitos deles divorciam-se ao fim de
três meses e que outros vivem um alcoolismo disfarçado. Mas adoramos fingir que
aquilo é tudo verdade.
Somos pobres, mas vivemos como os alemães e os franceses. Somos ignorantes e
culturalmente miseráveis, mas somos doutores e engenheiros. Fazemos
malabarismos e contorcionismos financeiros, mas vamos passar férias a Fortaleza.
Fazemos estádios caríssimos para dois ou três jogos em 15 dias, temos auto-estradas
modernas e europeias, mas para ver passar, a seu lado, entulho, lixo, mato por
limpar, eucaliptos, floresta queimada, barracões com chapas de zinco, casas
horríveis e fábricas desactivadas.
Portugal mente compulsivamente. Mente perante si próprio e mente perante o
mundo.
Claro que não é um professor que falta à vigilância de um exame por ficar preso no
elevador que precisa de um atestado médico. É Portugal que precisa, antes que
comece a vomitar sobre si próprio.
-----------------------------------------
URGE MUDAR ESTE ESTADO DE COISAS.
ESTÁ NA SUA MÃO, NA MINHA E DAQUELES A QUEM A MENSAGEM CHEGAR!

publicado por raiodemundo às 21:12
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 21 de Março de 2016

Elite quer viver como se estivesse num país de primeiro nível

Elite quer viver como se estivesse num país de primeiro nível, a falta de bom senso, e noção da realidade portuguesa.

de um email anónimo, não sei quanto tempo circula, se as informações ainda estão actuais, mas não deve estar longe da realidade:

 

Há muito parolo que se escandaliza por se querer aumentar o salário mínimo de 505€ para 530€.
Então escandalize-se a seguir.

 

E ASSIM VAI O MUNDO…..GANHAM BEM E ARRUINAM AS EMPRESAS COM ESTES SALÁRIOS.

É realmente escandaloso...!

 

Só divulgo para concluírem livremente, o que é óbvio!

 

Pedir mais austeridade com estes exemplos... é no mínimo, escabroso....

 

1º Exemplo
-   Presidente dos EUA recebe por ano $400.000,00                 (291.290,417 Euros);
-   O Presidente da TAP recebeu, em 2009,                                624.422,21 Euros;
-   O Vice-Presidente dos EUA recebe por ano $ 208.000,00   (151.471,017 Euros);
-   Um Vogal do Conselho de Administração da TAP recebeu 483.568,00 Euros;
-   O Presidente da TAP ganha por mês 55,7 anos de salário médio de cada português.
 
2º Exemplo
-  A Chanceler Ângela Merkel r ecebe cerca de                  220.000,00 Euros por ano;
- O Presidente da Caixa Geral de Depósitos recebeu         560.012,80 Euros;
- O Vice-Presidente da Caixa Geral de Depósitos recebeu 558.891,00 Euros;
- O Presidente da Caixa Geral de Depósitos ganha por mês 50 anos de salário médio de cada português.
 

3º Exemplo
-  O Primeiro-Ministro Passos Coelhos recebe cerca de       100.000,00 Euros por ano;
- O Presidente do Conselho de Administração da Parpública SGPS recebeu 249.896,78 Euros;
- O Presidente do Conselho de Administração da Parpública SGPS ganha por mês 22,3 anos de salário médio de cada português.
 

4º Exemplo
- O Presidente da República recebe cerca de             140.000,00 Euros por ano;
- O Presidente do Conselho de Administração da Águas de Portugal recebeu 205.814,00 Euros;
- O Presidente do Conselho de Administração da Águas de Portugal ganha por mês 18,4 anos de salário médio de cada português;
 

5º Exemplo
-  O Presidente francês recebe cerca de                       250.000,00 Euros por ano;
- O Presidente de Administração dos CTT - Correios de Portugal, S.A. recebeu 336.662,59 Euros;
- O Presidente de Administração dos CTT Correios de Portugal, S.A. ganha por mês 30 anos de salário médio de cada português.
 

6º Exemplo
-  O Primeiro-Ministro David Cameron recebe cerca de         250.000,00 Euros por ano;
-  O Presidente do Conselho de Administração da RTP recebeu 254.314,00 Euros

 

Aqui vai a razão pela qual os países do norte da Europa estão a ficar cansados de subsidiar os países do Sul.

 

O POVO PORTUGUÊS NÃO TEM CAPACIDADE PARA CRIAR RIQUEZA SUFICIENTE, PARA ALIMENTAR ESTA CORJA DE GATUNOS!

 

É POR ESTAS E POR OUTRAS QUE PORTUGAL É O PAÍS DA EUROPA EM QUE SIMULTANEAMENTE SE VERIFICAM OS SALÁRIOS MAIS ALTOS A NÍVEL DE GESTORES/ADMINISTRADORES E O SALÁRIO MÍNIMO MAIS BAIXO PARA OS HABITUAIS ESCRAVIZADOS.

 

ISTO É ABOMINÁVEL!!!

 

ACORDA, POVO! ESTAS, SIM, É QUE SÃO AS GORDURAS QUE TÊM DE SER ELIMINADAS E NÃO AS QUE O GOVERNO FALA.

 

Faz o que te compete: divulga.

 

publicado por raiodemundo às 16:09
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 30 de Novembro de 2015

ALERTA A QUEM CONDUZ

Não percebo de leis, mas este alerta falso ou verdadeiro, devia ser tomado á letra, para evitar problemas!

 

ALERTA A QUEM CONDUZ, NÃO SABER ISTO PODE CUSTAR-LHE MILHARES DE EUROS.
INFORMAÇÃO IMPORTANTE!

Em caso de acidente numa auto-estrada ou via rápida concessionada, saber isto pode fazer a diferença entre pagares do teu bolso os danos da tua viatura e da via, ou receberes uma indemnização! É muito importante e deves partilhar com o maior número possível de pessoas. Pagamos as portagens mais caras da Europa, e mesmo assim tentam enganar-nos por desconhecer-mos a lei!

Importante: Lei 24/2007: Acidentes em auto-estradas:

Não saber este procedimento poderá custar-lhe algumas centenas ou milhares de euros! Conheça bem esta matéria!

Lei 24/2007: Acidentes em auto-estradas

Como sabem, para quem anda nas Auto-estradas, às vezes aparecem objectos estranhos nas mesmas, como peças largadas por outros veículos, objectos de cargas que se soltam e até animais… coisas que não deveriam acontecer porque as concessionárias são responsáveis pela manutenção. Estas situações provocam acidentes e danos nos nossos veículos, contudo se isto vos acontecer (espero que não) exijam a presença da GNR.

Ponto 2 do artigo 12 da lei 24/2007:

Para efeitos do disposto no número anterior, a confirmação das causas do acidente é obrigatoriamente verificada no local por autoridade policial competente, sem prejuízo do rápido restabelecimento das condições de circulação em segurança.

BRIGADA DE TRÂNSITO-CENTRAL: 213 922 300

Os indivíduos das auto-estradas vão dizer que não é preciso, porque eles tratam de tudo.
No entanto, e conforme a Lei 24/2007, a qual define os direitos dos utentes nas vias rodoviárias classificadas como Auto-Estradas Concessionadas… (tendo em atenção o Art.º º 12º nº 1 e 2), só podemos reclamar o pagamento dos danos, à concessionária, se houver a participação das autoridades!
É uma técnica que as concessionárias estão a utilizar para se livrarem de pagar os danos causados nos veículos. Por isso, se tiverem algum percalço por culpa da concessionária, EXIJAM A PRESENÇA DA AUTORIDADE, não se deixem ir na conversa dos senhores da assistência os quais foram instruídos para dizer “agora somos nós que tratamos disso e não é preciso a autoridade”. Isto é pura mentira! Se não chamarem as autoridades, eles não são obrigados a pagar os danos e este é o objectivo deles!

Façam circular este artigo, pois já nos chega pagar valores absurdos pelas portagens quanto mais sermos enganados desta maneira!

Boa viagem.

Fonte: Dr. Álvaro Caneira (Advogado)

publicado por raiodemundo às 00:26
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 7 de Outubro de 2015

Dá para entender ?

de um email circulando por aí:

 

Os muçulmanos não estão felizes !!!!!


           · Eles não estão felizes em Gaza.

           · Eles não estão felizes na Cisjordânia.

           · Eles não estão felizes em Jerusalém ..

           · Eles não estão felizes em Israel.

           · Eles não estão felizes no Egito.

           · Eles não estão felizes na Líbia.

           · Eles não estão felizes na Argélia.

           · Eles não estão felizes em Tunis ...

           · Eles não estão felizes em Marrocos.

           · Eles não estão felizes no Iêmen.

           · Eles não estão felizes no Iraque.

           · Eles não estão felizes no Afeganistão.

           · Eles não estão felizes na Síria.

           · Eles não estão felizes no Líbano.

           · Eles não estão felizes no Sudão.

           · Eles não estão felizes na Jordânia ...

           · Eles não estão felizes no Irão


         Onde os muçulmanos estão felizes?

           Eles estão felizes na Inglaterra.

           Eles estão felizes  na França.

           Eles estão felizes na Itália.

           Eles estão felizes na Alemanha.

           Eles estão felizes na Suécia.

           Eles estão felizes na Holanda.

           Eles estão felizes na Dinamarca.

           Eles estão felizes na Bélgica.

           Eles estão felizes na Noruega.

           Eles estão felizes em U.S.A.

           Eles estão felizes no Canadá.

           Eles estão felizes na Romenia.

           Eles estão felizes na Hungria.

           Eles estão felizes na Austrália.

           Eles estão felizes na Nova Zelândia.


          Eles estão felizes em qualquer outro país no mundo que não está
         sob um governo muçulmano.

           E quem eles culpam?

          · Não o Islão
          · Não a liderança deles.
          · Não a si mesmos.


      Culpam os países onde estão vivendo livremente e bem.

           Isso é tão verdadeiro ... A democracia é realmente boa para
           eles:

           Em uma democracia que eles podem viver confortavelmente,
           aproveitar a alta qualidade de vida que eles não construíram e
           nem trabalharam para ter. Podem manter seus costumes,
           desobedecem às leis, exploram os serviços sociais
fazem
           paródias de nossa política e de nossos tribunais. Geralmente,
           mordem a mão que os alimenta.

          A questão é contraditória, paradoxal ! Eles tentam trazer seu
          sistema de vida falido e querem transformar os países que os
          acolheram no país que abandonaram em busca de uma vida melhor

          

 
 
Dá para entender?

publicado por raiodemundo às 18:29
link do post | comentar | favorito
|

.Pesquisa

Google

.PubliGoogle

.pesquisar

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Para quando a mesma corag...

. Estado incentiva sequestr...

. Roubar os filhos de outro...

. Soma e segue

. Para reflexão

. «A mentira»

. Elite quer viver como se ...

. ALERTA A QUEM CONDUZ

. Dá para entender ?

. Uma verdade

.arquivos

. Julho 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.PubliGoogle

.tags

. todas as tags

.PubliGoogle

.BannerPublipt

.BannerClixSense

.subscrever feeds